" />

A Costa Rica, naturalmente rica até no nome, é o único país no continente a proteger cerca de 30% de seu território em reservas naturais. Há parques nacionais espalhados por todo lado, que conservam desde praias até vulcões, já que o país é banhado pelos Oceanos Atlântico e Pacífico e, além disso, a chamada Cordilheira do Fogo está logo ali. Na Costa Rica é possível, por exemplo, dar um mergulho nos dois oceanos em menos de três horas de viagem por terra e, no meio do caminho, ainda visitar vulcões ativos. Sonho de turismo sustentável, o país atrai um público que se identifica com meio ambiente, surf e vida natural. “Pura vida” é a saudação nativa para todas as ocasiões. Não é por acaso que um dos tesouros de hospedagem do país esteja situado à beira-mar e cercado de verde e vida animal. O Playa Cativo Lodge fica escondido no Golfo Dulce, uma descoberta cheia de boas energias nas entranhas do Parque Nacional Piedras Blancas na Península Osa, irmão menor e vizinho do Parque Nacional Corcovado, uma região de infindáveis tons de verde e de mar calmo.

Dica SUL Hotels: As águas tranquilas e de temperatura amena da região são frequentemente visitadas por diferentes grupos de golfinhos ao longo do ano, e também por baleias jubarte, especialmente entre os meses de agosto e outubro, quando as gigantes marinhas passeiam com seus filhotes. Observá-las a bordo de uma embarcação em seu hábitat natural é certamente uma experiência inesquecível.

Os quartos

O Playa Cativo oferece catorze opções de acomodação, divididas em três categorias. Todas têm varanda e vista para o mar e para a exuberante vegetação preservada da região. Os quartos primam em matéria de luxo e conforto com ambientes propícios ao romance envoltos por uma decoração moderna e integrada ao entorno natural. Além disso, toda a estrutura arquitetônica foi elaborada com base em madeiras nobres recuperadas.

Deluxe

São duas unidades com vista para o mar, cama king size, sofá, ventiladores de teto, amenities biodegradáveis e roupões de algodão. A decoração, simples e elegante, ganha um toque especial com azulejos coloridos pelas mãos de artesãos nativos.

Luxo

Também conta com quatro unidades equipadas com os mesmos confortos da categoria Deluxe, porém mais espaçosas e com vistas ainda mais exuberantes tanto para o mar quanto para a floresta tropical.

Premium

Espaçosas e confortáveis, as oito suítes da categoria Premium dispõem dos mesmos confortos citados anteriormente, mas acrescidos com frigobar (hóspedes têm direito a recarga diária sem custos adicionais), além de oferecer vistas panorâmicas do mar e da verdejante flora nativa.

Estrutura

Isolado em uma área verdejante e de frente para o mar, o Playa Cativo Lodge vive em harmonia com a natureza que o circunda. Toda a energia elétrica utilizada no empreendimento é limpa, proveniente de fontes renováveis. O cuidado com os resíduos e a reciclagem também fazem parte da cartilha seguida à risca no local. Tanto é que até mesmo as amenities oferecidas pelo hotel são biodegradáveis. Peixes e frutos mar pescados no dia e a horta orgânica constituem as principais fontes de alimento para hóspedes e funcionários, garantindo sempre produtos frescos e livres de agrotóxicos à mesa. As delícias são servidas no Restaurante El Gavilán, com vista privilegiada do Pacífico. A piscina fica de frente para o mar e conta com bar de apoio para drinques, refrescos e petiscos. Há ainda biblioteca e acesso livre à internet em todas as instalações do lodge. Por fim, em meio à mata há um tablado de madeira usado para aulas de yoga, alongamentos e meditação.

Golfo Dulce - Costa Rica

O Golfo Dulce é considerado um dos quatro “fiordes tropicais” existentes no mundo. Como o nome do local indica, seu mar é dócil, calmo e sem ondas. Os nativos gostam de dizer que se assemelha a um grande e manso lago rodeado de exuberância tropical. É por isso que no Golfo Dulce as pranchas de surf, tão comuns por quase toda a faixa litorânea da Costa Rica, dão lugar às de stand-up paddle. A região é afastada de centros urbanos, para acessá-la é preciso viajar de barco – as cidades mais próximas são Golfito e Puerto Jimenez, ambas com aeroportos. Situado no Pacífico, lado interno da Península de Osa, litoral sul da Costa Rica, cobre uma área equivalente a 500 quilômetros quadrados. Sua riqueza natural contabiliza cerca de 750 tipos de árvores, 367 espécies de aves, 140 de mamíferos e 117 de répteis.


O que Fazer

A natureza, sem dúvida, é protagonista no Playa Cativo. Caminhadas nas trilhas do Parque Nacional Piedras Blancas, cachoeira, passeios de caiaque no manguezal e no oceano, tours para observação de aves, golfinhos e baleias jubarte (de agosto a outubro), mergulhos com snorkel e remadas em stand-up paddle figuram entre as atividades mais requisitadas. Também há expedições noturnas na floresta tropical, assim como a possibilidade de praticar pesca esportiva ou de participar de uma imersão à fazenda orgânica que fornece hortaliças, temperos e frutas para os hóspedes. A equipe do hotel também realiza passeios personalizados.

Como chegar

A partir do aeroporto de San José, capital da Costa Rica, voos de 50 minutos conectam os viajantes às belas e pequenas cidades de Puerto Jimenez ou Golfito, que são as portas de entrada para o Golfo Dulce (a viagem por terra até essas localidades dura de 5 a 6 horas). A equipe do hotel recepciona os hóspedes e os leva de barco, em um trajeto de meia hora, até o Playa Cativo Lodge.